Eu e a Minha Sombra !

 

 
 

f r a s e

A reflexão é um momento fundamental da nossa própria existência...!

l i n k s

Planeta Branco
aFamíliaIPT
Flor do Meu Segredo
Sombra FBlog
Cobertor Azul
2 Segundos

s o m b r a  n.º

Site Meter

e - m a i l

p e r f i l

r ú b r i c a s

- Música à Terça
- Apontamentos
-À Quinta: Um Olhar sobre o Mundo

p o r t a s q u e s e a b r e m

Uma Outra Porta

p o w e r e d  b y

Powered By Blogger


Sondagem / Eu e a Minha Sombra !
Porque sonhar é ...
devanear
fantasiar
desejar
prever
imaginar
realizar
pensar
supor


Ver resultados
Participa!
 

segunda-feira, abril 25, 2005

Poesia 

António de Oliveira Salazar

Fernando Pessoa


Antonio de Oliveira Salazar.
Trez nomes em sequencia regular...
Antonio é Antonio.
Oliveira é uma arvore.
Salazar é só apelido.
Até aí está bem.
O que não faz sentido
É o sentido que tudo isto tem.

29-03-1935

---------------------------------------------------------

Este senhor Salazar
É feito de sal e azar.
Se um dia chove,
A agua dissolve
O sal,
E sob o céu
Fica só azar, é natural.

Oh, c'os diabos!
Parece que já choveu...

---------------------------------------------------------

Coitadinho
Do tiraninho!
Não bebe vinho.
Nem sequer sozinho...

Bebe a verdade
E a liberdade,
E com tal agrado
Que já começam
A escassear no mercado.

Coitadinho
Do tiraninho!
O meu vizinho
Está na Guiné,
E o meu padrinho
No Limoeiro
Aqui ao pé,
Mas ninguém sabe porquê.

Mas, enfim, é
Certo e certeiro
Que isto consola
E nos dá fé:
Que o coitadinho
Do tiraninho
Não bebe vinho,
Nem até
Café.

29-03-1935


Edição Crítica de Fernando Pessoa - Volume I, Tomo V. Edição de Luís Prista. Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2000.

 

Copyright © 2005 Eu e a Minha Sombra ! | Optimizado para Internet Explorer 6 |  Powered By Blogger | E-Mail

|I.E. 6.0 :: 1024x768 :: 16 bit|